15 março Estação Cabo Branco inscreve para curso de história arte moderna e contemporânea

Estão abertas inscrições para curso “Breve História da Arte Moderna e Contemporânea”, com o artista plástico e professor Sidney Azevedo. As inscrições são gratuitas e presenciais. Necessário preencher e assinar a ficha de inscrição que está disponível na recepção do prédio administrativo da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, que se encontra aberto de terça a sexta-feira de 9h às 18h. Sábados, domingos e feriados de 10h até 19h.

 

 

O curso ao mesmo tempo em que irá capacitar os funcionários da Estação Cabo Branco também é aberto ao público. Estão sendo ofertadas 50 vagas. As aulas acontecerão no turno da tarde (15h às 17h), com início previsto para o dia 8 de maio de 2019, sempre nas quartas-feiras.

 

 

“A perspectiva deste curso é estabelecer um núcleo contínuo de estudos para aprimoramento do nível teórico e prático dos profissionais que atuam na área de competência das artes, incluindo os profissionais das demais áreas do conhecimento”, comentou o professor Sidney Azevedo. O curso terá duração total de 48h/aula e será desenvolvido em quatro módulos de 12h, distribuídos em seis meses.

 

 

Sobre o professor – Sidney Azevedo é mestre em história da arte, crítica e processos de criação pela PPGAV/UFPB/UFPE. Professor de artes visuais da Sedec PMJP, com exposições coletivas e individuais dentro e fora do país. Licenciado em artes visuais pela UFPB. Também foi professor de instituições como o Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) e a Fundação de Apoio ao IFPB (Funetec/PB). Foi diretor Diretor do Casarão 34, Unidade Cultural da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope). Sidney tem larga e consolidada experiência no âmbito das artes visuais, tanto como artista quanto educador.

15 março Carvalheira na Ladeira adere ao ingresso coringa

A nossa editora Celeste Maia marcou presença no Carvalheira na Ladeira 2019

O Carnaval mal acabou, mas a contagem regressiva para os festejos de 2020 já foi iniciada. Assim é com o Carvalheira na Ladeira, o festival carnavalesco que acontece em Olinda, já está nos preparativos para a folia do próximo ano. Já foi dada a largada para a compra dos ingressos, que este ano conta com uma novidade, o ingresso coringa. A opção dá direito ao comprador escolher o dia de preferência nos 30 dias subsequentes à divulgação do line up oficial da festa, caso a escolha não seja efetuada até a data limite, o ingresso passa a ser automaticamente o da sexta-feira pré-carnaval.

 

 

Esta nova opção de compra dá a alternativa para o folião que quer ir à festa, mas ainda não sabe os shows que irá preferir curtir. Quem já havia efetuado a compra basta mandar um e-mail para: padrao@carvalheira.com.br. Os ingressos custam R$ 450 e estão à venda no site: eventbrite.com.br. O Carvalheira na Ladeira 2020 acontecerá de 21/02 a 25/02, no período carnavalesco.

14 março Avanço

As irmãs Juliana e Jéssica Gambarra estão no comando da Marriage Recepções

O Grupo Marriage comandado pela Família Gambarra está ecologicamente correto – possui o primeiro salão de festas do Nordeste abastecido por energia solar do Nordeste. Sucesso!

14 março Comemoração

As aniversariantes Bruna e Juliana

As amigas Bruna Almeida e Juliana Brito reuniram os amigos e familiares, ontem à noite, para comemorar mais um ano de vida no Hao Restaurante. Só alegria!

Bruna com o noivo Alessandro Valadares

Juliana Brito

Bruna Almeida

 

14 março Dica do dia

A Chef Ana Luiza Mendonça

Chegar ao paraíso não é lá muito fácil, mas se o paraíso for a praia de Coqueirinho, o acesso é simples. Pela PB-008 pode-se rapidamente desfrutar das maravilhas dessa praia. E se você estiver pensando em passar um dia inteiro por lá, o restaurante Canyon não pode ficar de fora do seu roteiro. Há 17 anos no mercado paraibano, o restaurante é, sem dúvida nenhuma, um dos melhores do Nordeste, além de uma culinária espetacular, ter como pano de fundo os belos coqueirais e o encontro do céu com o mar, não é para qualquer um. A chef de cozinha Ana Luiza Mendonça é quem comanda o restaurante e não deixa nada a desejar. Pratos e bebidas cuidadosamente preparados para servir a clientela exigente.

13 março Exposição de Arte Naif homenageia mulheres na Estação Cabo Branco

As artistas plásticas Analice Uchoa, Célia Gondim, Marby Silva e Val Margarida estão com exposição coletiva de art naif, no hall do prédio administrativo da Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A mostra coletiva intitulada “Naifeminino” permanecerá em cartaz até o dia 5 de maio, com horário de visitação de terça a sexta-feira de 9h as 18h. Sábado, domingo e feriado de 10h até 19h, com entrada gratuita ao público de todas as idades.

 

 

No local o público poderá encontrar 33 telas em acrílica sobre tela, em que mostram as várias facetas do universo da cultura popular representada na arte naif (do francês, arte ingênua), estilo que pertence à pintura de artistas sem formação acadêmica sistemática. É um tipo de expressão que não se enquadra nos moldes acadêmicos, nem nas tendências modernistas, nem tampouco no conceito de arte popular. O artista naif é marcadamente individualista em suas manifestações mais puras do cotidiano popular.

 

 

A curadora da Estação Cabo Branco, Larissa França, comentou que a exposição Naifemino é alusiva também a março ser o mês em que se comemora o mês da mulher. “Essa exposição mostra a diversidade de traços apresentados por cada uma das artistas que são atuantes neste tipo de arte naif na Paraíba”, acrescentou Larissa França.

 

 

A campinense Analice Uchôa, radicada em João Pessoa, expõe 17 telas. Ela começou a pintar em 1998. Hoje é reconhecida como um expoente da pintura Naif, estilo com o qual sua obra se identifica. Analice explicou que a arte da pintura que se apresenta sem vínculos com a tradição erudita e convencional: é uma arte espontânea e popularesca com formas sempre figurativas e a utilização de cores vivas e puras.

 

 

Ela expôs em várias cidades brasileiras, a exemplo de João Pessoa Campina Grande, Patos, Rio de Janeiro, Museu Internacional Arte Naif do Brasil (RJ), Rio das Ostras (RJ) e na cidade de Assis no Museu Primitivo (SP) e participa vários anos na Exposição Chapel Art Show (SP), Lisboa e Viseu (PT). Em 2010 ilustrou os livros infanto-juvenis: “Os trinta dinheiro do Rei Melquior”, do Português Alberto Correia e um livro de historia com adptação de Katia Medeiros “A Formiguinha Brasileira na Neve” (2013), dois livros de autor Alberto Correia “A Macieira das Maças de Ouro e O Monge e o Passarinho” (2014) não editados ainda no Brasil, e “Os Sentidos da autora carioca Maria Emília Algebaile. Além da ilustração do livro “O Casamento da Baratinha” (2015) de Kátia Medeiros. Foi contemplada pelo FMC, em 2017. Em 2018 lançou o livro em João Pessoa. Participou do 1º Festival Internacional de Arte Naif em Guarabira (PB) e ganhou 2 prêmios de Mensão Honrosa. Em novembro de 2018 participou de uma coletiva com Adriano Dias e Geo de Oliveira no SESC Cabo Branco (PB). Expõe permanentemente no Celeiro Espaço Criativo desde o ano passado.

 

 

Célia Gondim é outra expositora da mostra coletiva “Naifeminino”. Célia é natural de Recife (PE) e reside em João Pessoa (PB) há alguns anos onde desenvolveu suas habilidades artísticas. Seus trabalhos priorizam os detalhes minuciosos, coloridos e delicados. Foi selecionada para 12ª Bienal de Arte Naif do Brasil em Piracicaba (SP), em 2014. Participou de várias exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior (Portugal, Espanha e outros). Suas obras podem ser vistas no Museu de Arte Naif di Casarão da Cultura, em Guarabira (PB), no centro de Ciências Médicas da UFPB e na Câmara Municipal de João Pessoa.

 

 

Valdecy Margarida da Silva ou Val Margarida como é mais conhecida é natural de Bezerros (PE) e reside em Campina Grande (PB) desde 1975. Artista plástica e professora da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Pinta desde 2001, mas em 2017 disponibilizou as suas obras ao público. Participou do Festival Internacional de Guarabira (FIAN), 2018, expôs na Feira de Arte de Goiás (FARGO, 2018) e foi selecionada para participar Encontro Nacional de Arte Naif do Centro-Oeste. Apaixonada pela arte naif, a artista Val Margarida vem se destacando no Estado da Paraíba por sua originalidade.

 

 

Já Marby da Silva é natural de Guarabira (PB) e começou a pintar em 2008 autodidaticamente como forma de apresentar seu trabalho na Galeria Gamela em João Pessoa (PB). Participou de três coletivas, a última em 2016 no Sesc Paraíba. Suas obras podem ser vistas no Acervo do Museu de Art Naif em Guarabira e já foram adquiridas por artistas conceituados, como Miguel dos Santos, Flávio Tavares e Alexandre Filho.

13 março Turnê de despedida da Tardezinha de Thiaguinho chega a Recife em abril

O empresário Augusto Acioli com o cantor Thiaguinho

Idealizado por Thiaguinho, a Tardezinha, principal evento de samba/pagode do país, despede-se em 2019 no auge do sucesso. A edição pernambucana está marcada para o dia 28 de abril no Centro de Convenções com produção de Augusto Acioli. Como todas as edições anteriores em Pernambuco foram com ingressos esgotados, o Estado entrou na seleta lista das sete cidades que receberão a edição “surreal”, que possuem maior duração e vinda de convidados especiais.

 

 

Os ingressos já encontram-se à venda a R$ 90 no site e app Bilheteria Digital. A turnê Tardezinha passou pelo Recife em três ocasiões, a primeira em maio de 2017 e outra de destaque a Tardezinha no meio do Carnaval do Recife do ladinho do Marco Zero (no Parador).

 

 

O que seria um projeto apenas aos domingos, no Rio de Janeiro, acabou conquistando 40 cidades percorridas e mais de 200 edições ao longo de quatro anos. O artista atribui parte do sucesso à escolha do repertório: clássicos do samba e do pagode da década de 90 e dos anos 2000. “São músicas que crescemos ouvindo e que estão na nossa memória, que todo mundo sabe cantar. É por isso que as pessoas gostam tanto da Tardezinha!”, afirma o cantor, que já lançou dois álbuns inspirados no evento e tem planos de gravar o terceiro, tamanho sucesso que foi o “Tardezinha” e “Tardezinha – Volume 2”. Em menos de 12 horas, os álbuns entraram para o ranking dos mais vendidos do Brasil.

 

 

Sucessos como “Domingo”, de Alexandre Pires e ainda “Deixa Acontecer”, “Brilho de Cristal”, “Maravilha Te Amar”, “Me Faz Feliz” e “Toda Noite” formam esse repertório de celebração.

 

 

MAIS SOBRE TARDEZINHA

O projeto foi idealizado em parceria com o amigo e ator Rafael Zulu. “Tudo começou quando eu estava gravando um programa, todo domingo à noite, no Rio de Janeiro. Conversei com o Zulu e pensamos em fazer um pagode aos domingos de tarde, que era o horário que eu tinha livre. E assim surgiu a Tardezinha (risos)!”, conta Thiaguinho.

 

 

O palco 360°, mais intimista, foi responsável por promover grandes encontros. Thiaguinho recebeu cantores como Rodriguinho, Alexandre Pires, Belo, Ferrugem, Ludmilla, Rael, Marcelo D2, Di Ferrero, Jorge Vercillo e Léo Santana. A edição no Recife também contará com o mesmo palco. “O evento é um sucesso no Brasil inteiro e eu fico muito agradecido por tudo que ele me proporcionou. No momento, eu preciso dessa brecha na agenda para pensar em novos projetos, composições e fazer ainda mais música”, avisa o cantor.

13 março Para começar bem o dia (quarta-feira)

Augusto Almeida e Henrique Brito

– O jovem médico Augusto Neto se encontrou com o amigo Henrique Brito – que atualmente está residindo em Miami Beach – para aproveitar as baladas e os agitos da cidade. Ontem marcaram presença na E11Eleven e no American Social Club. Só alegria!

 

– Quem passou a última semana no arquipélago de Fernando de Noronha foi o casal Vanessa Cavalcanti e Danilo Braulino. Só love!

 

 

– A nossa editora Celeste Maia marcou presença no último sábado no Studio Wine – que acaba de inaugurar em João Pessoa. Adorou!

 

 

– O querido Felippe Serpa está em Miami Beach com a amiga Lourdinha Freitas – aproveitando as merecidas férias. Bom demais!

 

 

– Quem está mudando de idade nesta quarta-feira é Hugo Braga, Bruna Almeida e Fabiana Cruz. Desejamos felicidades!

 

Fabiana Cruz

12 março Abertas as inscrições para o V Festival de Dança da Estação Cabo Branco

Estão abertas as inscrições para a V edição do Festival de Dança da Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, promovido em parceria com o Espaço Anwar de Dança, da professora Séfora Santos. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pelo Google Docs, por meio deste link – clicando aqui.

 

Os candidatos devem preencher a ficha de inscrição e informar seus dados pessoais e preencher dados sobre a apresentação se será em grupo ou solo, bem como estilo que o participante pretende apresentar.

 

Este ano o V Festival de Dança acontecerá no dia 27 de abril, no anfiteatro em alusão ao Dia da Dança. O Festival será duas categorias: solo e grupos e em vários estilos: jazz, balé, forró, pole dance, dança do ventre, hip hop, danças populares e outros. A seleção dos participantes será feita pela professora de dança Séfora Santos até encerrarem as vagas.

 

A chefe do setor de gestão educacional e dançarina, Débora Carvalho, comentou que os festivais são muito importantes, pois servem ao mesmo tempo de ponto de encontro dos dançarinos e espaço para troca de conhecimento. “Também abrem as portas para grupos não conhecidos mostrarem seus trabalhos”, comentou Débora Carvalho.

 

A coordenadora do Festival, Séfora Santos, ministra aulas de dança do ventre há mais de seis anos na Escola Dança Dois, no Castelo Branco e no Espaço Anwar, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

 

“Sempre fui envolvida com a dança por amor, mas infelizmente ainda é pouco divulgada. O festival ao mesmo nos oferece a oportunidade de expansão para os grupos de dança na Paraíba”, disse Séfora Santos.

12 março Agito

A linda Selda Maria Ribeiro Coutinho Maia vai comemorar seu aniversário este ano – que será em maio. Ela arma uma mega balada para recepcionar sua turma de amigos com banda e DJ. Arrasou!

Selecta Club no Instagram