Tudo sobre cerveja por Lindolfo Junior

Tudo sobre cerveja por Lindolfo Junior
Lindolfo Junior, da Mr Beer e Celeste Maia

Batemos um papo com Lindolfo Junior, da Mr. Beer João Pessoa e ele contou pra gente tudo de cerveja e deu dicas ótimas para quem tem dúvidas na hora de escolher a sua. Antes de tudo, é preciso entender bem o que é a bebida. Cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais com amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo. Seu preparo inclui água como parte importante do processo e algumas receitas levam ainda lúpulo e fermento, além de outros temperos, como frutas, ervas e outras plantas. Dentro desta definição de cerveja encontram-se diversos tipos que variam de acordo com método de produção, ingredientes, cor, sabor, aroma, receita, história, origem e assim por diante. De acordo com Lindolfo, na Mr. Beer de João Pessoa, várias marcas são exclusivas, como as alemãs Tucher , Engel, Schmucker, Schweiger, Riegele e a canadense Flying Monkeys. Já as campeãs de vendas são Czechvar, Urquell, Malastrana, da República Tcheca, a Schweiger, Engel, Schneider, Tucher, Schmuker, da Alemanha e as belgas Chimay, karmeliet, Blanche de Namur, Delirium. Aproveitamos e perguntamos quais as cervejas Lindolfo mais aprecia, já que ele entende tudo do assunto. “Os tipo IPA (India Pale Ale) e as TRAPISTAS!”. Pra você entender um pouco mais, a gente explica:

 

Cerveja IPA é uma cerveja carregada em lúpulo, criada pelos ingleses para aumentar o tempo de conservação da cerveja que seria levada para as viagens pela Índia. Varia na intensidade de amargor e percentual de álcool de acordo com o sub-tipo, da menor pra maior: English IPA, American IPA e Imperial IPA. Já as TRAPISTA, são consideradas as melhores do mundo por inúmeros especialistas, portanto, merecem ser “separadas” das outras.
A Ordem Trapista é uma congregação religiosa católica. Seus monges seguem o princípio fundamental do ora et labora, vivendo em grande austeridade e silêncio. Assim, as cervejas, fabricadas em pequenas quantidades no interior dos mosteiros muitas vezes são difíceis de ser encontradas no mercado, já que os monges não as comercializam com o propósito do lucro, mas apenas para manter o funcionamento da própria abadia e alguns serviços de caridade. Existe até um selo de identificação que só pode ser utilizado em produtos trapistas autênticos!

 

Aproveitamos o papo para perguntar a Lindolfo quais as cervejas mais indicadas para iniciantes e ele nos indicou as Largers. “São as cervejas mais consumidas no mundo e somam 99% das vendas de cerveja do Brasil. Originárias da Europa Central, são cervejas de baixa fermentação ou fermentação a frio (de 6 a 12ºC), com teor alcoólico entre 4 e 5%. A Pilsener, é o tipo mais conhecido”. Ótima dica!

 

unnamed (2) unnamed (6) unnamed (7) unnamed unnamed (5)