21 abril

Escolas privadas retomam aulas com sistema EaD em João Pessoa

Escolas privadas retomam aulas com sistema EaD em João Pessoa

Com o fim do período de férias antecipadas, e a incerteza sobre a retomada da rotina devido ao crescente número de casos confirmados de pacientes com Covid-19 na Paraíba, muitos colégios particulares e escolas de idiomas estão voltando às aulas por meio do ensino à distância (EaD).

 

Através de plataformas online, as escolas já estão distribuindo material didático específico para as aulas à distância. É o caso do ISO Colégio e Cursos, que entregou o material didático para os alunos no sistema drive-thru, para garantir a segurança dos responsáveis e estudantes, e retomou as aulas nesta segunda-feira, 20, através de uma metodologia própria, o ISO Home School, que apresenta o conteúdo de forma dinâmica e objetiva para que os alunos tenham melhor absorção dos assuntos, além de manter o calendário escolar em dia.

 

As aulas são ministradas em uma plataforma exclusiva da escola, que já vinha sendo utilizada pelos estudantes do 3º ano do ensino médio e do cursinho, e agora foi estendida também pelos alunos do 1º ano do ensino fundamental, até o 2º ano do ensino médio.

 

A escola de idiomas Yázigi Ruy Carneiro também já retomou as aulas após o período de férias antecipadas. A partir desta semana será iniciada a reposição de conteúdo, no mesmo horário e com os mesmos professores de cada turma, em uma plataforma online exclusiva da rede, que permitirá abordar todas as características que fazem as aulas, aliando aprendizado e diversão.

 

“A plataforma Yázigi Virtual Classroom é muito próxima da nossa sala de aula real. Além do tradicional recurso de compartilhamento da tela dos professores, ela possui um quadro branco virtual, onde os alunos podem escrever e desenhar, seguindo as instruções dos professores, como se estivessem na sala de aula presencial”, comenta Gustavo Sousa, diretor da escola de idiomas.

 

Uma outra característica muito legal é que os professores poderão dividir os alunos em grupos, para chats em áudio ou vídeo, aumentando a interação entre eles, da mesma forma que é feito na sala de aula, além de permitir que os estudantes utilizarem seus próprios arquivos (PDF ou Power Point, por exemplo) em atividades avaliativas, como se fosse a apresentação de um trabalho em sala. “Os professores têm acesso a cada grupo, e assim podem analisar a produção dos alunos e corrigir erros gramaticais ou de pronúncia, por exemplo”, explica o diretor.

Para Gustavo Sousa, um aspecto muito importante da volta às aulas agora é manter o contato com a prática do idioma. “Ao aprender uma língua, se você passa muito tempo sem usá-la, é mais difícil manter o nível”.

Selecta Club no Instagram